Regina Barros leal

O conhecimento do Homem passa pelo entendimento de si mesmo. Está tudo em você!

Textos

FUGI DA CHUVA
Fugi da chuva

Regina Barros Leal

Um dia em que escrevi sem olhar para trás. Escrevi sobre o hoje, o efêmero dos segundos que passam. Minha vida sobre ela mesma. O tempo sobre ele mesmo. Pensativa no hoje vejo o tempo enfadonho. Lento, arrastado.
        A chuva cai forte e o vento bate sobre as cortinas levantando-as. Os pingos de chuva escapam das janelas por mais fechadas que estejam. Olho pela janela e vejo o céu carregado de densas nuvens cinzentas e sei que há pessoas estão nas camas, nos quartos, nas salas, ao telefone. Sei dos que estão molhados, aflitos, enxugando a sala, juntando os móveis, subindo nas nos telhados, desabrigados. E eu não estou na calçada!
           Parece que vejo minha irmã sentada no sofá, assistindo televisão ou lendo. A chuva engrossa e volto à janela do meu quarto e vejo a vida, o tempo que se esvai. Hoje estou triste e meio cansada, depois, quem sabe, volto a escrever.
           Fugi da chuva, mas molhei meu rosto de lágrimas.

Regina Barros Leal
Enviado por Regina Barros Leal em 13/04/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras